h1

Era uma vez… histórias de encantar

April 10, 2007

Incentivar os novos leitores e criar hábitos de leitura desde cedo


A Bichinho do Conto, na Fábrica da Pólvora, em Oeiras, é a primeira livraria totalmente dedicada às crianças em Portugal.

Um espaço que nasceu há três anos “da vontade de querer estar próxima e querer formar leitores“, explica Mafalda Milhões, editora, livreira e também autora e ilustradora de Perlimpipim, Perlimpimpão.

Contar histórias a crianças que nunca abriram um livro é o propósito de Mafalda, responsável pela introdução da hora do conto na maior parte das bibliotecas de Oeiras. No entanto, o seu objectivo é “abrir no interior”, esperando que o exemplo da Bichinho do Conto sirva de inspiração a mais pessoas.

Também Elsa Serra, da livraria Pequeno Herói, na Graça, quer partilhar com os mais novos o prazer de folhear um livro, de o ler e interpretar. Explorar “a escrita ou a dimensão da leitura” é o que motiva a responsável, com alguns anos de currículo na área da literatura infantil.
O aparecimento de espaços como estes vem confirmar uma tendência de mercado já descoberta pelas boas livrarias, que dedicam aos mais novos pequenas mesas e cadeiras rodeadas de livros coloridos, que se tornam tão apelativos como outras brincadeiras. É o caso da Fnac, Bulhosa, Bertrand e outras. Mas a Pequeno Herói ou a Bichinho do Conto vão mais além, ao organizarem encontros, ateliers e outros eventos específicos para este público.

Para muitos, “é um primeiro contacto com o universo da leitura“, considera Marcelo Teixeira, coordenador editorial da Oficina do Livro. Um contacto a aprofundar, uma vez que “vai havendo uma oferta cada vez maior por parte das editoras, não só no número, mas na qualidade desses livros”.Numa sociedade que vive da imagem e onde a predominância de filhos únicos com bastante poder de decisão, “os livros têm que ser vendidos de outra maneira”, defende o editor. A par da descoberta de novos autores, Marcelo Teixeira destaca o aparecimento de “um leque de belíssimos ilustradores” que dão forma e cor às histórias infantis.

Texto retirado do blog Lezíria

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: